Destaque
  • Pause
  • Previous
  • Next
1/6
 
Dono de pousada é preso por armazenar combustível de forma ilegal

O dono de uma pousada foi preso nessa terça-feira, 19, em Campo Grande (MS) por armazenar de forma ilegal cerca de 2 mil litros de combustível. A Polícia Ambiental de Corumbá fez a apreensão no próprio estabelecimento, que fica no distrito de Albuquerque e aplicou uma multa de R$ 10 mil.

O empresário, que não teve seu nome divulgado pela assessoria da PMA, vai responder por crime ambiental previsto pela lei 9.605/98.

Segundo o Artigo 56: “produzir, processar, embalar, importar, exportar, comercializar, fornecer, transportar, armazenar, guardar, ter em depósito ou usar produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou nos seus regulamentos. Pena de um a quatro anos de reclusão”.

No ano passado a PMA de Corumbá realizou várias apreensões deste tipo. Esta é a primeira deste ano.

 
Dez dicas para pescar dourado

Atire a primeira pedra o pescador que nunca se emocionou ou vibrou quando fisgou um dourado! O “rei do rio” encanta e leva o sujeito à loucura de viajar milhares de quilômetros, de encarar estrada, aeroporto, ou rodoviária e até se meter no meio do matagal, com onças e sucuris, somente para encará-lo.

Exagero ou não, fato é que o dourado exige técnica e conhecimento do pescador. E, além disso, um equipamento adequado para o lugar onde estiver pescando, porque o danado pode escapar no pulo, na corrida, ou até “roubar” a isca sem dó.

Pensando nisso, e, em especial naqueles que ainda tem dúvidas básicas sobre a pesca da espécie, a Pesca & Companhia foi atrás de um especialista.

Rodrigo Amaral, de São José do Rio Preto (SP), pesca praticamente todo final de semana no Rio Grande, na divisa entre São Paulo e Minas Gerais, e nos conta, com base em sua experiência, em dez dicas, como ter sucesso na busca ao tesouro: o Salminus maxillosus – dourado!

Dezena dourada para pesca com iscas naturais:

1 - Os melhores horários para a pesca do dourado são no começo da manhã e no fim de tarde, podendo ser pescado também durante à noite.

2 - As iscas que dão melhores resultados são: tuvira, piau e enguia. Verifique os tamanhos mínimos para poder empregá-los dependendo do Estado.

3 – Na pesca embarcada, em locais onde a profundidade é grande, dê preferência por pescar apoitado (fundeado/ancorado), pois assim você fará sua isca chegar a lugares onde o pescador que estiver rodando não conseguirá.

4 – Uma dica fundamental para pesca de dourado desembarcado ou embarcado apoitado é que a linha tem que permanecer sempre bamba, com a tradicional barriga, fazendo a isca descer o rio de maneira natural. Para isso acontecer o pescador terá que arremessar rio acima e ir soltando a linha rapidamente.

5 - A isca jamais poderá ficar girando com a pressão da água. Para que isso não ocorra o pescador deverá iscar a tuvira passando pela boca e saindo logo atrás de sua cabeça e em seguida amarrá-la à anilha do cabo de aço. Já o piau deverá ser iscado pelo focinho e a enguia pelas costa.

6 - O anzol que eu indico é o circle hook da Owner 5179 ou Mustad 39951BLN. São três motivos para isso: – maior eficiência na captura – não necessita fisgar, e assim o pescador poderá utilizar um equipamento leve – não machuca o peixe, pois o anzol não fura a boca do dourado somente encaixa nela.

7 – Equipamento poderá ser constituído de linha multifilamento entre 0,23 mm até 0,30 mm, com anzol circle hook 7/0 ou 8/0 e vara entre 30 a 40 lb.

8 - Os principais pontos para se encontrar os dourados são as entradas e as saídas de corredeiras, bocas de lagos e rios e os paredões, ou seja, a divisão entre o fundo e o raso.

9 – A utilização do chumbo será necessário somente em locais de grande profundidade, devendo ser evitado ao máximo, pois tira a naturalidade da isca e com isso inibe o ataque do dourado.

10 – De preferência ao cabo de aço flexível, com 30 cm de comprimento e 40 lb de resistência.

 
China manda navio de guerra para área de pesca

Pescar é uma atividade que serve para o descanso e para promover a paz. Até mesmo quem vive da pesca profissional costuma “curtir” as jornadas de trabalho. Mas, na Ásia, a situação, por conta de diferentes interesses políticos, está ficando cada vez mais diferente, envolvendo até armas de guerra.

O governo chinês autorizou nesta sexta-feira, 22, o começo de uma forte patrulha feita pela embarcação Yuzhen 312, uma das maiorias da marinha chinesa, para proteger as Ilhas Nancha, no Mar Meridional. O objetivo é intimidar e até atacar os possíveis “pescadores invasores” vindos de outros países, em especial japoneses. A missão não tem data para acabar.

Um funcionário do que seria o Ministério da Pesca local avisou que o navio de guerra está autorizado a manter a soberania e exclusividade dos pescadores chineses, a todo custo, na região.

Você se atreveria a pescar nesta região?

 
EXCLUSIVO: Major admite dificuldade de identificar corrupção na pesca

O Feriadão de Páscoa se aproxima e com ele a fiscalização nos rios brasileiros deve aumentar. Muita gente já se planejou e tem tudo pronto. Mas muitos estão sem a licença de pesca em dia, vão usar redes em locais proibidos ou, o mais corriqueiro, vão extrapolar a cota de pescado permitida. São essas as infrações mais comuns, segundo os próprios relatórios da Polícia Ambiental. Aí, então, alguns espertinhos usam de um recurso ilegal para se livrar das multas e das apreensões: a tentativa de suborno aos policiais.

A oferta de um “dinheirinho extra” é crime de corrupção ativa, com pena prevista pelo artigo 333 do Código Penal Brasileiro de dois a 12 anos de prisão, além de multa. No entanto, de acordo com o Major Ednilson Queiroz, da Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul, é muito difícil identificar os envolvidos com esses “esquemas”.

“Na verdade, já tivemos prisões por tentativa de suborno. Se acontece algum caso que se complete (o policial, ou uma patrulha, aceita e tudo fica resolvido), dificilmente chega a nossos ouvidos. Se chegar, tomamos providências”, conta o Major, em contato por e-mail com a reportagem da Pesca & Companhia.

Queiroz lembra que um dos grandes problemas é o fato de pescadores se gabarem de terem pagado uma certa quantia para se livrarem da multa ou apreensão de seus equipamentos. Quem souber de um caso devia fazer uma denúncia, e não tentar repetir o crime, apenas porque os policiais estariam sujeitos a aceitar a propina.

“Não existe corrupto sem corruptor. A corrupção só acabará, quando a pessoa que corrompe também for punida. Mais ainda, quando houver um sentimento de que é um criminoso e não ela sair contanto para todo mundo, como se só o agente corrupto seja o culpado na ocorrência”.

O Major pede que os policiais também não fiquem calados se souberem de algum colega que se corrompeu.

“Com relação aos agentes públicos, só diminuirá, ou acabará, quando os bons sentirem-se indignados com os corruptos a ponto de tomarem providências. Ou seja, não serem omissos. Saber dos atos de corrupção do colega e ficar quieto, como se o fato de ele não ser corrupto fosse suficiente”, analisa.

 
“Operação Semana Santa” intensifica fiscalização nos rios do MS

Começa nesta quarta-feira, 3, a “Operação Semana Santa” nos rios de Mato Grosso do Sul. A Polícia Militar Ambiental informa que o efetivo será de 330 homens, os quais estarão encarregados de fiscalizar todos os tipos de pescadores até a próxima segunda-feira.

LEIA TAMBÉM: Major admite dificuldade de identificar corrupção na pesca

Segundo comunicado da PMA/MS os agentes estão em alerta já há alguns dias. Muitos pescadores estão de olho no mercado de pescado por conta da Semana Santa.

“Com o feriado próximo, bem como pela tradição religiosa de se consumir peixe durante a Semana Santa, o número de turistas de fora e do Estado aumenta significativamente nos rios e a fiscalização precisa estar presente no intuito de se prevenir a pesca predatória”, relata a nota.

A operação do ano passado foi a teve mais autuações desde 2005. Foram 47 pessoa flagradas cometendo infrações e a PMA aplicou R$ 70 mil em multas.

“O objetivo da fiscalização é prevenir a pesca predatória, pois o trabalho da PMA é preventivo. A intenção não é prender as pessoas por pesca predatória e, sim, evitar que ela seja praticada. Com todas estas informações, o desconhecimento não pode ser alegado”.

INFORMAÇÕES ÚTEIS:

O Comando da PMA alerta às pessoas, para que se utilizem dos nossos recursos naturais dentro do que permite a legislação, pois as penalidades administrativas e criminais são pesadas. As multas podem chegar a R$ 50 milhões e as penas criminais, até cinco anos de reclusão.

INFORMAÇÕES SOBRE PESCA, como retirar a licença de pesca e outras informações ambientais estão no site da PMA –www.pma.ms.gov.br e no site da Polícia Militar – (www.pm.ms.gov.br). Todas as Subunidades da PMA também disponibilizam o MANUAL DO PESCADOR 2013, com toda a legislação de pesca para as Bacias dos rios Paraná e Paraguai.

*A licença emitida pelo MPA também é válida, clique aqui para renovar ou cadastrar a sua.

O Comando da PMA alerta ainda, para que à população que irá adquirir pescado, que é comum durante a Semana Santa, que prestem bastante atenção na origem. Compre peixe de estabelecimentos autorizados, que se possa comprovar a origem. Não compre de ambulantes, ou em beira de estrada, pois, as penalidades para quem adquire, transporta, ou pratica pesca predatória são pesadíssimas.
Na parte criminal, as pessoas são encaminhadas às delegacias de polícia, autuadas em flagrante delito e, poderão, se condenadas, pegar pena de 01 a 03 anos de detenção (Lei Federal 9.605/1998). Na esfera administrativa, a multa é de R$ 700,00 a R$ 100.000,00, mais R$ 20,00 por quilo do pescado irregular (Decreto Federal 6.514/2008). Ainda cabe apreensão de todo o produto da pesca, petrechos, veículos, barcos e motores.
INFORMAÇÃO RELATIVA À LEGISLAÇÃO DE PESCA
PETRECHOS PROIBIDOS PARA O PESCADOR AMADOR: Cercado, pari ou qualquer aparelho fixo; do tipo elétrico, sonoro ou luminoso; fisga, gancho ou garatéia, pelo processo de lambada; arpão, flecha, covo, espinhel ou tarrafão; Substancia tóxica ou explosiva; ANZOL DE GALHO; Qualquer aparelho de malha (Ex: redes e tarrafas).

Cota para captura – 10 quilos mais um exemplar de qualquer peso, desde que não seja do tamanho inferior permitido e 05 exemplares de piranha.

Transporte – Efetuar a vistoria e lacre nos Postos da PMA. Necessária a LICENÇA DE PESCA.

PETRECHOS PROIBIDOS PARA O PESCA PROFISSIONAL: Cercado, pari ou qualquer aparelho fixo; Do tipo elétrico, sonoro ou luminoso; Fisga, gancho ou garatéia, pelo processo de lambada; Arpão, flecha, covo, espinhel ou tarrafão; Substancia tóxica ou explosiva; Qualquer aparelho de malha ( Ex: redes e tarrafas).

PERMITE-SE AO PESCADOR PROFISSIONAL – Tarrafa para captura de isca (altura máxima de 2m, malha entre 20 e 50 mm e linha de náilon com espessura máxima de 0,50 mm); 08 (oito) anzóis de galho devidamente identificados, 05 (cinco) bóias fixas (cavalinho), 05 (cinco) joão-bobos (bóias), devidamente identificados Resolução SEMAC nº 04/11).

COTA – 400 kg por mês.

RIOS ONDE É PROIBIDA A PESCA DE QUALQUER NATUREZA (MENOS A CIENTÍFICA AUTORIZADA PELO ÓRGÃO AMBIENTAL):

- Rio Salobra – Município de Miranda e Bodoquena (neste rio a navegação é permitida somente com motor de 4 tempos, de potência até 15 hp). – Córrego Azul – Município de Bodoquena. – Rio da Prata – Município de Bonito e Jardim. – Rio Nioaque – Município de Nioaque e Anastácio.
Obs.: A pesca amadora e a pesca profissional não são permitidas a menos de 200 metros a montante ou a jusante das barragens, corredeiras, cachoeiras e escadas de peixe. A PESCA NESTES RIOS E LOCAIS É CRIME.

RIOS E TRECHOS DE RIOS EM QUE É PERMITIDA A PESCA NA MODALIDADE PESQUE-SOLTE.

- Rio Negro – Trecho situado na confluência do Rio Negro com o Córrego Lajeado, localizado próximo à cidade de Rio Negro até o brejo existente no limite oeste da Fazenda Fazendinha, no município de Aquidauana. – Rio Perdido – Em toda sua extensão, compreendendo os municípios de Bonito, Jardim, Caracol e Porto Murtinho.
- Rio Abobral, Em toda sua extensão.
- Rio Perdido – Em toda sua extensão, compreendendo os municípios de Bonito, Jardim, Caracol e Porto Murtinho.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTÍSSIMA – A PMA distribuirá durante todo o ano, um Manual do Pescador (100 mil exemplares), realizado em parceira com a Fundação Estadual de Cultura, contendo toda a legislação de pesca, tanto para a Bacia do rio Paraná, quanto para a Bacia do Rio Paraguai.

 
Dez dicas básicas para curtir o Feriado de Páscoa

- Use colete salva vidas: não abra mão de ter este item de segurança em nenhuma ocasião durante a pesca embarcada e fique atento, em especial, com as crianças.

- Não pesque sob forte tempestade: o Brasil é o País que mais é atingido por raios no mundo e estamos em um período de muitas chuvas em várias regiões. Se perceber raios ou trovões, procure um lugar seguro e evite ficar com a vara nas mãos.

- Não saia embriagado: essa vale para todas as atividades que vá fazer, mas lembre-se que pilotar um barco em estado etílico também é uma infração e você pode causar acidentes. Se beber, passe o comando para outra pessoa ou evite pescar embarcado se exagerar na cervejinha.

- Licença de pesca: não vá para sua pescaria sem a licença de pesca em dia. Renove ou faça a sua por meio do site do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), clique aqui. Vale lembrar que pescar sem a “carteirinha” resulta em multa e apreensão do equipamento.

- Respeite as cotas: saiba quais são os limites de pesca da região em que estiver para não ultrapassar a quantia de pescado permitida. Sabemos que esta é uma época que o pescador gosta de consumir o próprio peixe fisgado, mas sugerimos que pratiquem sempre o pesque e solte!

- Pesque e solte: use sempre os equipamentos adequados, como boga grip e alicates de bico, para remover o anzol ou a garateia, não fique muito tempo com o peixe fora d’água (fotografe rápido) e certifique-se de que o animal está em boas condições para ser solto.

- Transporte da embarcação: verifique se a carreta está com os pneus calibrados e em bom estado e confirme se de tudo está em ordem, sem riscos de se desprender e causar graves acidentes na estrada.

- Cuide de sua saúde: não esqueça de passar protetor solar na pele, de preferência FPS 30, além de usar boné ou chapéu, óculos escuro e roupas de proteção. Leve repelentes, passe manteiga de cacau nos lábios e beba muita água.

- Se for acampar: verifique se o local em que for montar o acampamento é seguro e que não é território de animais “perigosos” como onças e cobras. Consulte até ribeirinhos se for o caso. Também tenha a garantia de que não está se instalando numa propriedade privada ou local no qual não é permitido desmatar ou fazer uma fogueira.

- Se for viajar de avião: na hora do check in lembre-se de despachar todas as suas tralhas. Anzóis e garateias, além de outros itens que temos em nossa caixa (facas, canivetes, afiadores, fios de aço e etc) não são permitidos como “bagagens de mão”. Você pode ter prejuízos ao ter que se desfazer de seus equipamentos no aeroporto. Lembre-se que a cota de bagagem em voos nacionais é de até 23 kg mais uma bagagem de mão de até 8 kg

 
Novo recorde: Japonês arremata atum por mais de R$ 3 milhões em leilão

á imaginou comprar uma peça de pescado por mais um milhão de dólares? Pois foi o que se deu no último sábado, 5,  no tradicional leilão de atuns do Mercado de Peixes de Tóquio, o Tsukiji, no Japão.

O comprador arrematou um exemplar da espécie “rabilho” de 222 kg por US$ 1,76 milhão, mais de R$ 3,6 milhões, quebrando o recorde do ano anterior que era de US$ 653 mil (R$ 1,35 milhão) e pertencia a ele mesmo. O bitelo foi pescadoe em Oma, na província de Aomori,

Proporcionalmente, Kiyoshi Kimura, dono da rede de restaurantes de sushi Kiyomura, pagou mais caro neste ano. Em 2012 ele havia comprado um peixão de 269 kg com o preço aproximado de US$ 2,4 mil (R$ 5,256) o quilo. Este ano, o exemplar com 47 kg a menos, custou cerca de US$ 7,9 mil (R$ 17,301) o quilo.

Agora Kimura pretende vender cada peça de sushi desse atunzão a preços que variam US$ 1,43 a US$ 4,44 (de R$ 3,15 a R$ 9,72).

Marlin 19

O casco, projetado pelo mestre Joachim Kusters, é excelente no embate contra as ondas. Tem console grande, o que é bom para a instalação dos eletrônicos, e seu cockpit é autodrenante, o que significa ...
Leia mais...

Quest 290

 
 
Considerado por muitos como o melhor dos bass boats brasileiros, o Quest 290 é um clássico. Apesar do fabricante recomendar uso de motores até 200 hp, existem vários barcos montados com potências de...
Leia mais...
More:

Cuidados com a chumbada.

CHUMBADAS

Muito pescador desconhece a importância no cuidado da chumbada. Prá ele chumbada nada mais é do que um chumbo que se põe nas redes e na extremidade de linhas de pesca, para fazê-la ir ao fund...

Leia mais...

Cuide dos anzóis.

ANZÓIS

Material simples e com um histórico bastante longo desde os primórdios do seu uso como equipamento de pesca, o anzol, peça com duas extremidades, sendo a superior destinada a fixar-se à linha ou...

Leia mais...
More:

Saiba como fazer uma ótima isca para capturar curimbatás

Receita de isca para curimbatá

50% Torta de algodão
30% Rolão de milho
20% farelo de soja.
 
Modo de preparo
Fazer a mistura até conseguir uma forma homogênea para ser lançado em formas de bolotas.

 

Leia mais...

Aprenda uma maneira de proteger as minhocas do sol e mantê-las por mais tempo vivas

Sei que as diferenças estão nos detalhes, especialmente quando se pesca com iscas vivas em que o cuidado tem que ser redobrado. Pensando em manter as minhocas vivas, mesmo debaixo de muitas horas de s...

Leia mais...
More:

Linhas Trimph , as preferidas.

Linha Triumph® Dyneema

Linha de multifilamentos de cor cinza, confeccionada com fios de polietileno fortemente trançados. Possui como característica: Alto poder de tração, elasticidade próxima de zero ...

Leia mais...

Apoio para vara (Piscicultura Chang)

Apoio para vara (Piscicultura Chang)
Conforto na hora briga
Indicado para pesca embarcada, este apoio proporciona muito mais conforto durante a briga com grandes peixes, evitando fadiga muscular e até l...
Leia mais...
More:

Para pescarias noturnas

A Guepardo está trazendo para o mercado o novo LC0200 Lampião Recarregável 9W Super Shine. Todo feito em ABS, ele abriga uma lâmpada de 9 W, que ilumina por seis horas seguidas. 

O tempo de recarga com...

Leia mais...

Lanterna indestrutível

Chega ao mercado a lanterna LED DIY3AAA, cuja principal característica é o fato de ser praticamente indestrutível, resistindo a batidas, pressão e até a água. Tal capacidade de resistência se deve pri...

Leia mais...
More:

Rio Xingu

 O Rio Xingu é um rio brasileiro que nasce no estado de Mato Grosso, que segue pelo estado do Pará e deságua próximo à foz do rio Amazonas.O rio tem aproximadamente 1870 km de extensão.

Na região de su...

Leia mais...

Rio Jarí

Rio Jari


O Rio Jari é um rio que banha os estados brasileiros do Pará e Amapá desaguando no Rio Amazonas. Rio deveras importante na colonização da Calha Norte do Rio Amazonas servido de via de transpor...

Leia mais...
More:

Conheça o Xaréu

Xaréu

 

Nome: Xaréu


Nome científico: Caranx hippos

Água doce ou salgada: Salgada

Família: Carangidae

Características: é muito procurado pelos pescadores por causa da intensa briga que proporciona por sua voracid...

Leia mais...
More:

Defeso deve manter proteção a oito espécies de peixes

Pesca do Pirarucu permanece proibida durante todo o ano.

O Conselho Estadual de Pesca e Aquicultura (Conepa) divulgou, nesta segunda-feira (13), espécies de pescados que devem permanecer protegidas pel...
Leia mais...
More:

Recorde feminino do marlin é superado; mas não será homologado

Pescador muitas vezes é machista. Não admite que a mulher fisgue um peixe maior, ainda que hajam exceções, verdade seja escrita. 

O que dizer do caso da estadunidense Molly Palmer, de 28 anos, que rece... Leia mais...
More:

Tubarão Martelo em Salinas - PA

Este peixe foi capturado em Salinas-PA pelo experiênte pescador Januário em um dia de pescaria de Cioba, vamos entender um pouco mais sobre este predador.

O tubarão-martelo (Sphyrna spp.) é um gênero d...

Leia mais...
More:

Patrocinadores

   

   

     

   

 

     

    

Pacote Salinas-PA

Os maiores Robalos do Brasil .

Lançamentos no mercado

Diga não as Redes de Pesca!

Redes de Pesca

Pescador do Mês

Lahire Dillon 

Pescador Mirim do mês.

 
fotoaleatoria10.jpg

Programa Pesca Pará todos os sábados ás 8 da manhã na RBA.

Eduardo Monteiro

Pescaria em Barcelos

_pacotes.jpg

Notícias do Pará

Conheça o PNDPA.

Pacotes

Pesque no Rio Xingú
 

Mais Lidos

22072009981.jpg

Imagens de pesca

Bruno 2.jpg

Pratique o Pesque e Solte

Pacote Rio Irirí

Pesque no Irirí
  

Fases da Lua

CURRENT MOON

Visitantes Online

Nós temos 93 visitantes e 1 membro online

Barcos e Motores

Parceiros

Imagens Pesca Pará

05062009845.jpg

Pacote de peso,Tarpons e Robalões.

Pesque os Tarpons do Pará.

Pesca Pará MSN

Eduardo Monteiro
menino.jpg

Tábua de Marés

DSC01405.JPG

Ultimos Publicados.

Cadastre-se agora !!!


Rio Água Boa-RR-5 dias de pesca.

 

Parcelamos em até 14 vezes.

Tarpons e Robalos em Pirabas-PA, diária R$400

À 2 horas de Belém 

Rio Teles Pires

Lago de Tucuruí, 4 dias.

Belas fisgadas. 

Caratateua-PA, diária R$ 450,00

Muito Camurim 

Barcelos 6 dias de pesca.

 Veja em fotos a última viajem

Rio Trombetas,5 dias de pesca.

peixes gigantes.

Pacote Jacundá´-PA , 4 dias em Pousada

Muitos Tucunarés, perto de Belém.
Parcelamos em 14x nos cartões

Pacotes com tudo incluso menos aéreo.

Rio Iriri - PA, 5 dias de pesca.

Pousada Iriri

Rio Xeruini - Roraima , 5 dias de muitos peixes.

Afluente do Rio Branco

São Caetano-PA,

Rio Azul - PA,5 dias de pesca.

promoção

São Benedito-PA ,5 dias de pesca.

Veja em fotos, os monstros.

Tocantins,5 dias de pesca.

  

Marajó -PA Pesca do Pirarucú; 4 dias.

Rio Itapará - Roraima, 5 dias.

Só gigantes. 

Balbina e Uatumã - 6 dias de pesca.

Lugar incrível.

Xingú-PA,5 dias de pesca.

Rio Negro,6 dias de pesca.

Salinas - PA, capital do Robalo

Costa do Pará

Rio Maú - Roraima , 5 dias.

Rio dos peixes acima de 20lbs